Publicado por: Eduardo Wagner | abril 29, 2008

Motoristas barbeiros de Brasília

A nossa digníssima capital, Brasília, sofre de um problema grave, que não é infestação de políticos corruptos, que aqui aportam todos os dias em nome da tal democracia.

Barbeiros. É, estou falando deles, dos filhos de uma kenga MOTORISTAS barbeiros. Todos os dias eu me pergunto, como que quase um milhão de motoristas foram treinados para respeitar o pedestre, que ao atravessar uma faixa, deve apenas estender a mão para que todos os carros parem para ele atravessar a rua, mas não conseguem enfiar na cabeça desses jumentos motorizados que eles devem dar sinal para trocar de faixa ou fazer uma conversão?

Não é por acaso que todos os dias são dezenas de pequenos acidentes nas pistas aqui de Brasília. Considero aqui o local com o maior número de motoristas barbeiros que eu já vi, de todos os lugares que dirigi ou morei. Algo só comparável com os motoristas barbeiros da cidade do interior de minas da qual eu sai, onde a maioria dirige como se tivesse na roça. Agora imagine isso num local que daria pra evacuar todos os dois milhões de habitantes do distrito em carros e sem ocupar o banco da frente.

Imagine também, você em uma via de três ou quatro pistas, de manhã, com todos indo para o trabalho e um monte de putos zigue-zagueando na sua frente a 80 km por hora sem dar sinal. Dai quando você vai trocar de faixa, você dá o sinal e o que acontece quando seu carro começa a entrar na outra pista? Aparece um desses jumentos motorizados vindo de outra faixa sem sinalizar entrando no seu caminho, e você quase participa de uma transformação de um sedã em hatchback.

Ou um caso melhor, onde uma dondoca que dirigia a minha frente na pista de aceleração a 80 km/h na descida, freou o carro bruscamente pra dondoquinha do lado dela tirar uma foto do pôr do sol. E eu logo atrás em um carro de mais de uma tonelada tendo de quase arrancar o asfalto pra não transformar o Ka a minha frente em um monte de ferro retorcido, para depois o errado ainda ser eu.

Pro inferno com esse povo.


Responses

  1. Entendo sua situação pq na cidade que moro os motoristas são exatamente desta maneira, com a diferença de que não temos aqui as vias que têm aí e Sorocaba tem aproximadamente 800 mil habitantes. Mas dirigir aqui é o caos e o inferno instalado. Imagino que deva ser – guardadas as devidas proporções – muito parecido com o que acontece aí.

  2. Da uma olhada no meu blog, acho que você vai gostar. Podemos trocar umas ideias e colaborações.

    Abraços


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: