Publicado por: Eduardo Wagner | janeiro 22, 2008

Noticias ambientais comentadas – Drops Ácidos

Vou começar esta semana, uma série onde postarei links para as pricipais noticias ambientais da semana, com alguns comentários meus. Geralmente estás noticias serão retiradas do boletim do site ambientebrasil.com.br

OMS destaca que a espécie humana é a mais ameaçada pela mudança climática A diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, destacou a estreita relação entre mudança climática e saúde, e disse que” a humanidade é a espécie mais importante ameaçada” por esta mudança no clima. Isso é óbvio, pois o homem é um dos culpados pela aceleração das mudanças climáticas, e obviamente, como espécie dominante seremos os primeiro a tomarem na cara. Mas na verdade, diferente do que muitos pensam, o fim da raça humana não seria o fim do mundo, seria apenas o começo da recuperação da saúde do meio-ambiente e apenas um tracinho de pouco mais de quarenta mil anos na vasta escala de tempo do planeta.

Mudanças climáticas agravam desastres, alerta Cruz VermelhaAs mudanças climáticas estão tornando mais difícil para muitas pessoas o acesso à água potável e aos alimentos, além de estarem disseminando doenças como a malária e a dengue. Mais uma vez o óbvio, pois com lugares chovendo mais, outros menos, uns mais frios, outros mais quentes o caos se alastra mesmo, e quem se fode sempre são os pobres, pois estes não tem grana, que poderia amenizar os efeitos ou pelo menos se mudarem destas regiões.

UE e EUA não aceitam que mudança climática seja desculpa para protecionismoO comissário europeu do Comércio, Peter Mandelson, e a representante americana neste setor, Susan Schwab, contra as tentativas de usar a luta contra a mudança climática como desculpa para criar novas barreiras comerciais. A primeira vista parece que estão querendo subverter a lógica do capitalismo, que é a de aproveitar qualquer coisa, principalmente as desgraças para inovar no jeito de se fazer grana, mas na verdade o que eles temem é que os EUA e vários países da Europa, que apesar dos discursos destes, não cumprem o acordo firmado no protocolo de Kyoto.

Suécia estudará impacto ambiental do arroto das vacas Bem, a que ponto a paranóia do aquecimento global chegou, sem querer entrar no mérito, mas há muitas outras coisas a serem pesquisadas. O que vão sugerirem quando saírem os resultados? Que se acabe com os rebanhos mundiais? Até que não seria uma má idéia no Brasil, já que o gado é um dos maiores fatores do desmatamento na Amazônia.

Japão vai propor aumento de emissões de CO2 para 2013Segundo o governo japonês, a redução da emissão deve ter como base o ano 2000 ou algum posterior, e não 1990, como estabelece o Protocolo de Kyoto, a fim de tornar o compromisso mais aceitável para os países que geram uma maior quantidade de gases poluentes. Se já não bastasse o caso da caça às baleias, agora os japas aparecem com essa linda proposta. Sem comentários.

UE não deveria apoiar biocombustíveis, diz relatório britânicoOs deputados britânicos criticam o fato de que o Governo britânico não leve em conta as advertências de importantes cientistas de que alguns métodos de produção de biocombustíveis têm um impacto mais prejudicial sobre o meio ambiente que os combustíveis fósseis tradicionais. Entre os impactos negativos que identificam em seu relatório estão a energia usada no cultivo, a coleta, o transporte e o processamento das colheitas, a destruição de habitat naturais e das florestas tropicais, e o uso crescente de pesticidas e adubos. Até que enfim uma noticia que valha a pena um bom comentário. Para quem está no meio isso soa como se tivessem inventado a roda agora, mas com todo esse oba-oba da imprensa e do lulinha aqui no Brasil sobre os biocombustíveis, este é um fato que mereceria mais destaque. Não que eu seja contra os biocombustíveis, mas sim pela forma como se está projetando seu aumento no Brasil, pois ao invés de se recuperar os milhões de hectares de terra degradas que existem no sul/sudeste/centro-oeste, investe-se em abrir novas áreas no pouco que sobrou do cerrado (que é todo usado como área para plantio pela EMBRAPA) e Amazônia.

Marina Silva destaca certificação de madeira na garantia de sustentabilidade ambientalRecuso a comentar qualquer coisa que ela faça enquanto ministra do meio ambiente, principalmente depois desta noticia aqui: Os adeptos do criacionismo, entretanto, não se contentam com pouco -e depois da conferência a ministra foi instada, em entrevista, a dar sua opinião sobre o ensino das teorias antidarwinistas. Num estilo próximo ao dos neoconservadores americanos, considerou que “as duas visões” devem ser oferecidas aos alunos, para que “decidam” por si mesmos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: