Publicado por: Eduardo Wagner | novembro 22, 2007

Malditos copos plásticos

 

2672005170454.jpg

Se existe algo que tem o poder de me irritar, é só me servir algo naqueles famigerados copos plásticos. Não, não estou falando daqueles copos ou canecas plásticos reutilizáveis, daquelas que você compra no supermercado pra levar pra tomar café no trabalho. Estou falando daqueles branquinhos ou transparentes, em que na maioria das vezes te servem cerveja em lugares públicos.

Imagine a cena, você sai na sexta à noite, todo animado com os amigos e com a namorada, vai àquele bar que abriu recentemente e resolve tomar um whisky, paga lá seus 12 ou 15 ou 20 reais, dependendo do nível da birosca, e de repente, você vê o garçom servindo seu Black Label em um copo de plástico. É de matar. Você pagar esse preço por uma bebida de qualidade e o cara te servir em um copo plástico. Isto é um motivo para eu não voltar mais no lugar, ou pelo menos não tomar mais destilado ali.

Outra cena, você em um show, cheio de gente, você já meio alto com aquelas que tomou com a galera antes de vir ao show, vai lá comprar uma cerva e surpresa! Não vendem em latinhas e sim naqueles copões plásticos de 500 ml. Logo passa pela sua cabeça a seguinte situação: muita gente bêbada + você idem + um copão de plástico cheio de cerva. No mínimo boa coisa não vai dar.

Copo plástico só deveria ser utilizado para uma coisa: Servir refrigerante em festa de criança pra evitar quebradeira generalizada de copos de vidro ou uma corrida inesperada dos país ao hospital mais próximo.

E tem ainda o aspecto ambiental desta joça, pois um simples copinho daqueles mais vagabundos leva em torno de 50 anos para se decompor. Estes plásticos são formados por cadeias moleculares chamadas polímeros e estes por sua vez são formados por moléculas denominadas monômeros. E muito do que é disposto de maneira inadequada acaba indo parar nos oceanos, a grande lixeira da humanidade.

plastic-ocean-trash.jpg

Segundo dados de Curtis Ebbesmeyer, pesquisador marinho, em algumas áreas do oceano pácifico podem se encontrar uma concentração de polímeros de até seis vezes mais do que o fitoplâncton, base da cadeia alimentar marinha.

Enfim, se você é dono de bar ou qualquer outra birosca, não sirva nada neste maldito recipiente para a felicidade de seus clientes e pelo bem do meio ambiente.

 

Anúncios

Responses

  1. Nós da FUNVERDE fazemos diferente, pedimos cerveja de garrafa de vidro retornável, não aquela porcaria de long neck de uso único, refrigerante de garrafa, copo de vidro e quando vem a resposta, NÃO TEMOS, vamos logo avisando, se não começar a usar em um mês vamos começar a fazer propaganda negativa, que atinge mais pessoas do que a propaganda positiva.
    Claro que também explicamos o porque da atitude, que é no mínimo diminuir a pegada ambiental dos clientes e deixar recursos naturais para os seres do amanhã.
    Como não tem um político sério nessa joça de país que proiba como em alguns países a pet, o vidro de uso único, a sacola de plástico convencional, temos que agir nós mesmos, como consumidores cobradores.

  2. É uma maneira positiva de se agir. Mas se você soubesse o que a há de empresas querendo envasar cerveja em garrafas pet, ficaria mais puto ainda.

  3. […] o tamanho do Estado de São Paulo. Para cada quilo de algas marinhas e plâncton, há pelo menos seis quilos de plástico. Isso está acontecendo, entre outros tantos – e mais sérios! – motivos, pelo naufrágio de um […]

  4. […] o tamanho do Estado de São Paulo. Para cada quilo de algas marinhas e plâncton, há pelo menos seis quilos de plástico. Isso está acontecendo, entre outros tantos – e mais sérios! – motivos, pelo naufrágio de um […]

  5. mm.. funny..

  6. […] De acordo com pesquisadores, há, no Oceano Pacífico, dois novos continentes sendo formados. A quantidade de produtos de plástico jogados ao mar já supera duas vezes o tamanho do Estado de São Paulo. Para cada quilo de algas marinhas e plâncton, há pelo menos seis quilos de plástico. […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: